fbpx

Castanhas ajudam a combater 8 doenças graves

Você sabia que comer um punhado por dia de castanhas, mais especificamente 30 gramas, reduz em 22% o risco de morrer mais cedo por qualquer doença?

Isso mesmo que você leu. De acordo com um estudo realizado pelo Imperial College London, na Inglaterra, e pela Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia, inserir oleaginosas na sua dieta diminui o acometimento por câncer, doenças cardíacas, diabetes e outras enfermidades. 

Quer saber mais sobre como as castanhas ajudam no combate de doenças graves? Então continue a leitura do post de hoje.

Vantagens do consumo diário de castanhas 

Segundo os cientistas envolvidos no estudo citado acima, o consumo diário de castanhas está diretamente relacionado a um menor risco de:

  • 21% doença cardiovascular;
  • 7% derrame;
  • 15% câncer;
  • 39% mortalidade por doença respiratória;
  • 52% mortalidade por diabetes;
  • 35% mortalidade por males como Alzheimer;
  • 75% mortalidade por infecções;
  • 73% mortalidade por problema renal.

Mas afinal, por que isso acontece? Por trás de todas as doenças listadas acima está a inflamação e a oxidação de moléculas no nosso organismo. E as castanhas, por serem ricas em gorduras insaturadas, proteínas, fibras e antioxidantes, minimizam esses processos. 

Também não podemos deixar de citar que as oleaginosas são fontes de vitamina E e as do complexo B, além de minerais como zinco, potássio, manganês, ferro, cobre e selênio.

Só é preciso tomar um pouco de cuidado com a quantidade, pois como esses alimentos possuem alto teor de gordura e, consequentemente, calorias elevadas, consumi-los em excesso pode influenciar no ganho de peso.

Conheça os tipos de castanhas e seus benefícios

Agora que você já sabe as vantagens do consumo diário de castanhas para o organismo e para a redução do risco de desenvolvimento de certas doenças, é hora de conhecer os tipos de oleaginosas disponíveis no mercado e as particularidades e benefícios de cada uma delas.

Acesse o nosso site e conheça as opções de nuts!

Amêndoa

Ricas em fibras, proteínas, cálcio, fósforo, magnésio, além das vitaminas E, B2 e B3. Com isso, a amêndoa ajuda na prevenção do câncer e diminui o risco de doenças cardiovasculares. 

Nozes

Com doses expressivas de ácido alfa linolênico, uma versão do ômega-3, a nozes é considerada amiga do coração. 

Além disso, a presença de antioxidantes é capaz de inibir ou tornar mais lenta a degeneração dos neurônios, aumentando a memória e concentração daqueles que a consomem. 

Castanha-de-caju

A castanha-de-caju está entre as oleaginosas mais ricas em magnésio e ferro, o que ajuda a melhorar a sensação de cansaço e a concentração.

Ela ainda ajuda na redução de doenças cardíacas e no combate ao câncer, por ser rica em minerais e fibras, além do ômega 3.

Macadâmia

A macadâmia é o tipo de castanha que reúne maiores concentrações da gordura monoinsaturada, o que favorece o controle do colesterol.

Como esse nutriente demora a ser digerido, deixa a impressão de barriga cheia por mais tempo.

Essa oleaginosa ainda é rica em vitaminas do complexo B, além de minerais como selênio, ferro, cálcio, cobre, zinco e fibras. Por isso previne alguns tipos de câncer, além de beneficiar o funcionamento do intestino.

Castanha-do-pará

Com alta taxa de selênio, a castanha-do-pará ajuda na diminuição do risco de desenvolver certos tipos de câncer, como de bexiga e próstata. 

E por ser rica em ômega-3, essa oleaginosa também protege o coração contra as doenças que podem acometê-lo.

Amendoim

O amendoim se sobressai como fonte de dois aminoácidos: arginina e glutamina. 

A arginina é precursora do óxido nítrico, potente vasodilatador, ou seja, ajuda a relaxar as artérias, aliviando a pressão. Já a glutamina ajuda a manter a integridade do intestino.

Também não podemos deixar de citar que essa oleaginosa é rica em gorduras, fibras e proteínas que ajudam na sensação prolongada de saciedade. 

Pistache

O pistache é o tipo de castanha que mais esbanja potássio, nutriente que ajuda a baixar a pressão arterial, além de contribuir para a saúde óssea e prevenir o diabetes.

Avelã

Rica em gordura monoinsaturada, a avelã é considerada amiga do coração. Além disso, é fonte natural de vitamina E, que protege as células. 

Outros nutrientes que tornam este tipo de castanha muito saudável são: fibra, cálcio, magnésio, zinco, ácido fólico e biotina.

Como adicionar castanhas à sua dieta

Como falamos no início do texto, o consumo diário de 30g de castanhas, sejam elas, castanha-de-caju, castanha do pará, nozes, pistache, amêndoas, macadâmias, avelãs e amendoim, só traz benefícios ao organismo. 

E a melhor maneira de incluí-las na sua dieta é entre as refeições, já que trazem a sensação de saciedade e matam aquela vontade repentina de comer doces.

Por isso, mantenha sempre uma porção à mão!